Neurólise Seletiva, Neurectomias e Miectomias
07/07/2020
Como é a aplicação da Toxina Botulínica?
08/07/2020
Mostrar todas

Toxina Botulínica e a Paralisia Facial

A paralisia de face se apresenta com algumas características importantes que levam a assimetria da face no repouso e no movimento.

O que é a Toxina Botulínica?

A toxina botulínica age bloqueando a liberação do neurotransmissor acetilcolina que se liga no receptor da célula muscular. Sem a acetilcolina, o impulso elétrico do nervo não é transmitido para a fibra muscular. Isso leva a uma diminuição do movimento controlado pelo músculo alvo da aplicação.

Ilustração da junção neuromuscular onde a toxina botulínica atua. Fonte: Creative Commons Attribution-Share Alike 4.0 International

Não é possível criar ou aumentar o movimento muscular com a TOXINA BOTULÍNICA. A estratégia é enfraquecer o movimento mais forte para ficar mais simétrico.

Após alguns meses esse bloqueio deixa de existir e o efeito da toxina botulínica é totalmente revertido.

Por que usar a Toxina Botulínica na Paralisia?

A estratégia é melhorar a simetria com o lado paralisado.

Na fase aguda, quando não há reinervação dentro do primeiro mês da paralisia, a assimetria é evidente. O bloqueio com a toxina busca atenuar essas diferenças em áreas que podem estar excessivamente ativas no lado normal. Isso dá um alívio temporário na recuperação até definir o padrão de reinervação.

Paralisia facial direita com excesso de movimento (Hipercinesia) no lado não paralisado, causando uma assimetria dinâmica evidente.

Existem estudos experimentais que identificaram um possível benefício na recuperação das paralisias com o uso da toxina botulínica. Isso seria possível, direcionando os movimentos para áreas estratégicas como os olhos e sorriso.

Tardiamente, o emprego da toxina botulínica tem mais vantagens além de melhorar a simetria. É possível simular bloqueios segmentares para decidir uma eventual cirurgia definitiva, além de ajudar no controle das SINCINESIAS.

Quando eu posso realizar o tratamento com a toxina botulínica?

Essa é uma dúvida muito comum. O tratamento com a toxina botulínica é ainda encarado como tabu por alguns fonoaudiólogos, fisioterapeutas, neurologistas e otorrinos.

Infelizmente muita informação equivocada é passada para os pacientes, que acabam criando receio de iniciar o tratamento. Na maioria das vezes, os pacientes chegam muito tardiamente e já com sequelas graves, que são muito mais difíceis de tratar.

A toxina botulínica é indicada para os casos que não se recuperaram nas primeiras semanas depois da paralisia. Alguns casos esperamos um ou dois meses para observar a presença de Sincinesia ou se assimetria da paralisia não incomoda o paciente.

A justificativa é que esses pacientes tem um risco alto de desenvolver Sincinesia e, quanto antes iniciarmos o tratamento, a sequela pode ser menor.

O tratamento com a toxina botulínica NÃO IMPEDE A REINERVAÇÃO. NÃO É TÓXICO PARA O NERVO. Se você ouviu esse tipo de comentário, quem te falou não sabe como age a Toxina Botulínica, nem está familiarizado com os estudos sobre o assunto na paralisia.

Por isso, acompanhe com uma equipe especializada no tratamento da paralisia facial. O mais importante é ter bom senso no tratamento e entender as limitações em cada caso.

Gostou do conteúdo deste artigo? Acompanhe o Instagram@paralisiadeface – e também inscreva-se no canal do YouTube da Dra. Rachel Baptista para novidades sobre Paralisia Facial.

Dra. Rachel Baptista
Dra. Rachel Baptista
Rachel Baptista é formada e pós-graduada pela USP, com especialização e experiência reconhecida nos maiores centros de reconstrução plástica do mundo. Participação nas reconstruções de face e membros mais importantes do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CONTATO
×